All for Joomla All for Webmasters

Ilha Grande - O que fazer em 4 dias no paraíso protegido no litoral sul do Rio de Janeiro
Destaque

10 Maio 2019
(0 votos)
Autor :   Saulo Farias

Ilha Grande é um dos destinos preferidos de quem visita o Rio de Janeiro. Situada no litoral sul do estado, é um santuário ecológico que atrai milhares de turistas o ano inteiro que procuram suas praias de águas mornas, trilhas no meio da mata atlântica, cachoeiras e um clima bem bucólico para descansar. Nesse post você vai encontrar todos as informações para visitar esse pedaço preservado da natureza brasileira e poder curtir todas as suas boas vibrações.

Ilha Grande faz parte da história das nossas vidas, destino preferido em tempos de recursos mais escassos. Como moramos na região metropolitana do Rio de Janeiro, um passeio em Ilha Grande era sempre uma boa pedida, acesso rápido e baixo custo para curtir um final de semana no meio da natureza. Chegamos a fazer alguns bate e volta para passar o dia na ilha, não aconselhamos, fica muito cansativo.

Mas visitar a ilha sempre é um super programa. Suas águas verde esmeralda, mansas e quentes (para o padrão de temperatura das praias do RJ), mata atlântica exuberante cortada por trilhas, mirantes, rios e cachoeiras, é um convite para quem gosta de um contato mais íntimo com a natureza.

Nesse artigo vamos contar nossa experiências na última vez que visitamos a ilha, montando um roteiro para quem quer aproveitar 4 dias com sugestões de lugares e passeios para conhecer nesse período.

 

Informações gerais sobre Ilha Grande

 

Localização

Ilha grande é um santuário ecológico muito procurado por turistas do Brasil e do mundo pelas suas belezas naturais e seu clima bucólico.

Ilha Grande é uma ilha localizada no litoral sul do estado do Rio de Janeiro, integrante do município de Angra dos Reis. É a maior ilha do estado do Rio de Janeiro e a sexta maior ilha marítima do Brasil. Possui uma área de 193 km², com relevo acidentado e montanhoso, cujas maiores elevações são o Pico da Pedra D'Água (1.031 metros) e o Pico do Papagaio (982 metros), sendo este o mais famoso devido a sua forma pitoresca. A costa da ilha são recortadas por inúmeras penínsulas e enseadas (sacos), formando várias praias. A vegetação é exuberante, formada por mata atlântica, mangue e restinga.

 

Dados ambientais

 

Há na Ilha 4 unidades de conservação ambiental: o Parque Estadual da Ilha Grande, o Parque Estadual Marinho do Aventureiro, a Reserva Biológica Estadual da Praia do Sul (cujo acesso é somente permitido a pesquisadores e pessoas autorizadas pelo Instituto Estadual do Ambiente - INEA) e a Área de Proteção Ambiental (APA) de Tamoios. A criação dessas Unidades de Conservação visa garantir a proteção da flora e fauna da grande reserva de mata atlântica que existe na ilha e da vida marinha em seu entorno.

Curiosidades: Na última sexta feira, dia 5 de julho de 2019, Ilha Grande e Paraty foram declaradas patrimônio Natural e Cultural da humanidade pela UNESCO.

 

Como chegar

 

Um serviço de barcas liga diariamente a Vila do Abraão com Angra dos Reis e Mangaratiba, ao continente (horários clique aqui

Para quem prefere maior comodidade e rapidez no translado, saem barcos (Escunas e Flex/Fast boats) de Conceição de Jacareí (região que fica entre Mangaratiba e Angra dos Reis).

 

A viagem

 

Na maior parte das vezes que fomos a ilha ficamos nas imediações da Vila do Abraão, aproveitando as prainhas que se pode alcançar em pequenas caminhadas, como a praia de Abraãozinho, Crena, Julia, Areias Negras e Feiticeira, no máximo pegávamos um barco para passar uma manhã na praia de Lopes Mendes. Aproveitávamos também os restaurantes, lojinhas, andando entre os locais e turistas, sentando no píer no final da tarde ou chupando um sacolé vendido nas casas dos moradores no caminho ao aqueduto.

Nessa última viagem fomos conhecer outras praias, algumas dessas eu já conhecia em outras incursões à ilha quando solteiro, mas a Marjorie não, e era doida para conhecer o lado oceânico de Ilha Grande, onde se localizam praias paradisíacas como a do Mero e Aventureiro.

Chegamos numa quinta feira a tarde, no feriado da Semana Santa em abril de 2019 onde ficaríamos 4 dias retornando na segunda feira.

 

Chegada: Primeiro dia

 

No mesmo dia, após conhecer a pousada, saímos para caminhar e dar um mergulho relaxante na praia do Abraãozinho. O dia estava lindo, uns 30 graus sem vento e a temperatura da água em torno dos 25 graus, muito agradável. Fizemos a pequena trilha e em 20 minutos já estávamos nela.

Já vi algumas pessoas dizendo que não gostaram da praia de Abraãozinho, porque acharam muito lotada. Acontece que todo mundo fica bem no comecinho da praia, onde a maioria chega (seja de barco ou de trilha). Então, a dica é ir andando mais pro final da praia (lado direito de quem tá de frente pro mar), onde fica beeeem mais vazio, quase ninguém praticamente. É uma das minhas praias preferidas ali no entorno de Abraão, não deixe de ir quando estiver na ilha ⠀

Trilha: 30 minutos desde Abraão ⠀

Táxi boat: R$15 por pessoa o trecho - Abraão- Abraãozinho 

 

  • 1999
  • 22
  • 2822
  • 36
  • 3923
  • foto24
  • foto25
  • foto26
  • 1999
  • 22
  • 2822
  • 36
  • 3923
  • foto24
  • foto25
  • foto26

 

No retorno ao centrinho da vila, procuramos empresas que realizassem passeios. Já havíamos lido que 2 deles passavam pelos locais que queríamos conhecer, eram o “Volta a Ilha” e o “Ilhas Paradisíacas”. Os preços na alta temporada, que vai da segunda quinzena de dezembro ao final de janeiro, revellion, carnaval e semana santa, não variam muito, mas sempre há o que pechinchar. Fechamos os 2 passeios com a empresa Golfo (@equipegolfoilhagrande), super indicados, são super atenciosos e tiveram o preço mais em conta entre todos. Mostrei tudo nos stories (@comerrezarviajar, salvo nos destaques). O stand de vendas da Golfo (@equipegolfoilhagranderj) é super fácil de encontrar, próximo da igrejinha e do lado do Bardejco, bem em frente à praia.

O valor que pagamos pelo “Volta a Ilha” foi R$180 por pessoa, preço de alta temporada (feriadão né!) e dura o dia inteiro: saída 9:30 e volta 17:30. O passeio “Ilhas Paradisíacas” custou R$150 por pessoa e sairia as 10:00h também retornando no final do dia, por volta das 18h.

 

Dica: Nas lanchas servem água e tem um isopor com gelo pra colocar as bebidas que você quiser levar.

 

  

Segundo dia:

 

 

No 2º dia fizemos o primeiro passeio, o “Ilhas Paradisíacas”, que faz um tour por algumas ilhas ao redor de Angra dos Reis:

 

- Ilhas Botinas, são duas ilhazinhas uma do lado da outra, separadas por um mar de água cristalina;

- Ilha da Gipóia, praia do Dentista. Uma praia com mar super azul e cristalino. (tem post dessa praia lá no Instagram)

- Piedade, também na ilha da Gipóia, ⠀⠀

- Ilha de Cataguases,

- Lagoa azul, ótima pra fazer snorkeling,

- Praia de Japariz: parada para almoço ⠀⠀

- E por último paramos (de bônus) na praia Comprida, para assistir ao pôr do sol.

 

  • 1
  • 133
  • 2
  • 40
  • 41
  • 43
  • 51
  • 54
  • 56
  • 59
  • 62
  • 63
  • foto16
  • 1
  • 133
  • 2
  • 40
  • 41
  • 43
  • 51
  • 54
  • 56
  • 59
  • 62
  • 63
  • foto16

 

Destaque para a Praia do dentista

 

A água mais azul e cristalina que você vai encontrar em Angra dos Reis, isso porque na maior parte das praias da região predomina o verde esmeralda. E a areia é bem mais branquinha também.  

 

214

 

A Praia do Dentista fica na ilha da Gipóia e é uma das paradas do passeio “Ilhas Paradisíacas” que fizemos. O nome original era Praia da Jurubaíba, nome indígena, mas ficou conhecida como a “praia do dentista” porque um dentista carioca que possuía uma casa lá cuidou dela por muitos anos. ⠀

O dia foi recheado de praias lindas com água cristalina e muitos peixinhos.

 

  • 4
  • 44
  • 46
  • 49
  • GOPR4795
  • foto15
  • 4
  • 44
  • 46
  • 49
  • GOPR4795
  • foto15

 

 

Terceiro dia

 

No 3º dia fizemos o segundo passeio que foi o “Volta a Ilha”, que faz um tour pelas praias ao redor da ilha, praias da parte continental e oceânicas.

O passeio “Volta a Ilha” para nas seguintes praias:

 

- Parnaioca (1 hora e meia)

- Aventureiro (2 horas)

- Meros (1 hora)

- Maguariquessaba (1 hora para almoço)

 

Nesse passeio levamos nossa bolsa térmica pra poder levar nossas bebidas nas paradas nas praias #ficaadica 

  • 555
  • 108
  • 99
  • 95
  • 126
  • 122
  • 125
  • 129
  • 100
  • 94
  • 96
  • 124
  • 93
  • 555
  • 108
  • 99
  • 95
  • 126
  • 122
  • 125
  • 129
  • 100
  • 94
  • 96
  • 124
  • 93

 

Tem um outro roteiro de Volta a Ilha que inclui uma parada na praia de Dois Rios e Caxadaço, mas nesse caso, o tempo de permanência em Aventureiro é de 1 hora só. Preferimos o outro porque o objetivo maior era conhecer Aventureiro, e achei 2 horas até pouco.

 

1ª parada -  Praia de Parnaióca

Parnaióca é uma das praias oceânicas onde se é permitido camping. Ela possuiu uma grande extensão e em uma das suas extremidades deságua um rio, que na sua foz forma uma lagoa de águas cristalinas e geladas.

 

2ª parada – Praia do Aventureiro

 

 

Destaque para Aventureiro

 

Um paraíso chamado Aventureiro 

Aventureiro é uma das praias mais conhecidas de Ilha Grande devido à sua beleza exótica e pelas diversas opções de lazer. Já tinha sido minha 6ª vez na praia. Costumava vir a Ilha Grande somente para ficar em aventureiro. Vinha em grupos, ficava em barracas nos campings, comia miojo feito no fogareiro e sardinha enlatada. Saia de manhã para explorar a região, voltava no final da tarde para tomar aquele banho gelado e ir para os forrós que viravam a noite nos bares e fogueiras a beira mar.

 

90

Da última vez sozinho até essa última visita acompanhado se passaram 13 anos e pouca coisa havia mudado. Porém, hoje em dia os campings são mais organizados, com água quente, pontos de iluminação e quartos simples para alugar. Fora isso, o mesmo clima bucólico, pessoas nadando na água verde transparente, pulando do píer, jogando altinha na areia e muitas outras de conversa fiada embaixo da sombra das amendoeiras.

A Marjorie ficou encantada com a natureza  e ambiente da praia, não gostava muito da ideia de dormir em barracas e tomar banho gelado, mas ficou feliz em saber que agora existem quartos para alugar e chuveiros elétricos.

 

  • 82
  • 115
  • 1122
  • 112
  • 105
  • 86
  • 887
  • 110
  • 85
  • 120
  • 81
  • 8
  • 116
  • foto18
  • 83
  • 111
  • 225
  • 181
  • 114
  • 82
  • 115
  • 1122
  • 112
  • 105
  • 86
  • 887
  • 110
  • 85
  • 120
  • 81
  • 8
  • 116
  • foto18
  • 83
  • 111
  • 225
  • 181
  • 114

Algumas informações sobre a praia:

 

- A praia possui um limite de 560 pessoas por dia, então é necessário pegar a autorização no Centro de Informações Turísticas em Angra dos Reis (TURISANGRA), e só pode ser pessoalmente. Funcionamento: 8hs às 17hs, todos os dias.

- No Centro de Informações Turísticas você informa o dia de ida, os dias de permanência, o camping que prefere ficar e recebe a pulseira para sua permanência na praia. ⠀⠀

- São cerca de 20 campings regularizados pela prefeitura com média de preço de R$ 20,00 a diária (baixa temporada). NÃO existe TAXA EXTRA a ser paga!!

- As embarcações saem do cais do centro de Angra dos Reis, e há 2 opções: traineira ou flex boat.

 

OBS: Nessa viagem que fizemos (2019), alguns locais me disseram que na baixa temporada a pulseira não é cobrada, mas sem ela você corre o risco de ter uma fiscalização e levar uma multa.

 

3ª parada – Praia dos Meros

A praia dos Meros fica um pouco depois da praia de Aventureiro e é o melhor lugar pra fazer snorkeling, vimos vários peixinhos por lá. É uma das praias preferidas dos turistas, uma das mais bonitas também, a água é verde esmeralda, calma e preservada. Não é possível acampar nem permanecer por muito tempo nela.⠀

 

4ª parada -  Praia de Maguariquessaba

Nessa prainha estrategicamente situada no final do roteiro paramos para almoçar.

 

 

Quarto dia

 

No quarto e último dia tínhamos que aproveitar o máximo o tempo, pois o flex boat que nos levaria de volta a Conceição de Jacareí sairia por volta das 16h. Então acordamos cedo, tomamos café da manhã e fomos para o cais pegar um barco para a praia de Lopes Mendes. O trajeto dura em torno de 40min. e custou R$ 25,00 o trecho. Você pode fechar ida e volta e retornar em utros dos barcos da empresa que saem em horários diversos nos períodos da manhã e tarde.

Os barcos não deixam os turistas em Lopes Mendes, deixam em uma prainha próxima, Pouso, onde você tem que fazer uma leve trilha de 30min. até a praia.

Uma dica importante para quem quer uma praia mansinha e deserta é percorrer os quase 2km de extensão da praia e ficar na sua extremidade esquerda, onde se forma uma enseada tranqüila que muitos barcos/iates aportam e curtem uma praia quase privada.

 

Destaque para Lopes Mendes

Essa é a praia que a gente não pode deixar de ir quando vai pra Ilha Grande! Acho que já fomos umas 5x: com sol, com chuva, vento, verão, inverno, outono... e não nos cansamos!!! É a praia com maior extensão de areia da ilha e mar azul, diferente da maioria das praias aqui. Também é a queridinha pelos surfistas, por ter ondas.

Há 4 formas de chegar:

 

- Trilha, desde Abraão são cerca de 2 a 2 horas e meia, passando por Palmas e Pouso;

- Escuna, saindo de Abraão são 45 minutos até Pouso e mais 15 minutos de trilha até Lopes Mendes. R$15 o trecho ⠀

- Taxi boat, que dura 15 minutos e R$25 o trecho. Tb para em Pouso.

- Lancha particular que para no canto esquerdo da praia de Lopes Mendes, vimos algumas paradas lá.

  • 146
  • 155
  • 156
  • 161
  • GOPR5091
  • GOPR5094
  • GOPR5107
  • foto20
  • foto21
  • foto22
  • 146
  • 155
  • 156
  • 161
  • GOPR5091
  • GOPR5094
  • GOPR5107
  • foto20
  • foto21
  • foto22

 

É uma praia que não há nenhuma estrutura, só alguns vendedores que ficam no início da praia, onde é mais cheio também. Se não quiser ficar ali no comecinho, o ideal é levar uma bolsa térmica com bebidas e algum lanche, como nós fizemos. 

 No geral não achamos a ilha cara ... claro que se for em alta temporada os preços estão sujeitos a aumentarem um pouco, mas sempre tem opções para economizar.

 

 

Resumo de algumas INFORMAÇÕES IMPORTANTES pra quem quer ir para Ilha Grande:

 

- Só é possível chegar de barco/lancha;

- Principais pontos de embarque pra ilha: centro de Angra, Mangaratiba e Conceição de Jacareí;

- A Vila do Abraão é o centro da ilha e a parte mais habitada também, seguido de Provetá e Araçatiba;

- Na ilha não existe carros, então leve uma bagagem pequena, nada de malas gigantescas, porque tudo q levar você mesmo terá q carregar;

- Não esqueça do repelente!!! Como todo lugar próximo da natureza tem muito mosquito;

- Não há ruas asfaltadas, então nada de salto Leve apenas chinelo, rasteirinha e no máximo um tênis;

- Quase todos os estabelecimentos aceitam cartão, mas não há caixa eletrônico na ilha, bom levar dinheiro em cash também;

- Uma dica boa q eu dei nos stories é levar uma bolsa térmica pequena pra levar e bebidas pra praia;

- Algumas praias não tem estrutura nenhuma então sempre bom levar um lanche/petisco e água;

- Flex boat partindo de Conceição de Jacareí R$35 (15 minutos de travessia);

- Escuna partindo de Conceição R$25 (40 minutos);

- Barca partindo de Mangaratiba R$17 (1hora e 20 minutos);

- Estacionamento em Conceição: R$20 a diária;

- Passeios de barco R$100 a R$180;

- Taxi boat para algumas praias em volta R$15 a R$30

- Pousadas R$200 a R$600 o casal (fora de temporada);

- Hostel R$50 a R$100 por pessoa

- PF a partir de R$15

- Cerveja no mercado R$2,5 a R$6

 

 

Terminamos nossa viagem a Ilha almoçando no centrinho e retornando cheios de saudades. No site teremos, em breve, outro post comentando sobre trilhas, festas e outras praias para conhecer na Ilha da Magia.

 

   

QUANDO FOR VIAJAR RESERVE POR AQUI!

 

Você sabia que quando você faz uma reserva com um link aqui no blog, nós ganhamos uma pequena comissão? Você não é cobrado a mais por isso e  ajuda o Comer Rezar Viajar a investir em suas redes sociais! 

 

  Passeios e ingressos: TourOn e Get Your Guide
   Chip Internacional: Easysim4you
  Hospedagem: Booking, AirBnB e Hoteis.com
  Seguro viagem: Real Seguro e Seguros Promo
   Passagens aéreas baratas: Passagens Promo
  Aluguel de carro: Rent Cars
  Dinheiro pro exterior: Transferwise

Comentário

  • Fernanda Cavalcante Fernanda Cavalcante Sexta, 10 Maio 2019

    Excelente, adorei o post com as informações e principalmente a educação e gentileza que a blogueira tem em tratar os seus seguidores, respondendo todas as dúvidas como se fosse uma amiga de muito tempo. ?????????????

Deixe o seu comentário

Links Úteis

Termos e Condições

 

Redes Sociais

facebookinstagramyoutubepinterest

Facebook - Curta nossa página

Youtube - Inscreva-se

Top