All for Joomla All for Webmasters

Zermatt: Quantos dias ficar e o que fazer na meca do esqui europeu
Destaque

09 Agosto 2019
(0 votos)
Autor :   Saulo Farias

Gosta de esportes na neve? Nos alpes suiços, próximo da divisa com a Itália está Zermatt. Um vilarejo super charmoso escondido entre as montanhas que neva em 300 dos 365 dias do ano. Zermatt é considerada a "meca" do esqui da europeu. Conhecemos a cidade no outono de 2017 e vamos contar as experiências que tivemos entre chocolates e estações de esqui.

Conhecemos Zermatt partindo de Milão, em uma viagem a Europa no outono de 2017. Ao montar o roteiro pelo norte da Itália vimos que a região da tríplice fronteira entre Franca, Itália e Suiça onde estão os alpes mais famosos ficava bem perto de Milão. Pesquisando mais um pouco descobrimos que uma das cidades mais procuradas por esquiadores era Zermatt, um vilarejo super charmoso escondido em um vale com estações de esqui perfeitas e uma vista para a montanha mais fotogenica da Europa, o Matterhorn (Cervino na Itália), que está estampada na embalagem do chocolate Toblerone. Resolvemos separar 4 dias para visita-la e aproveitar para tentar conhecer a neve, pois até então nunca a tínhamos visto.

Zermatt está situada no cantão de Valais, no sul da Suíça. É uma cidade turística de montanha, conhecida pela prática de esqui, escalada e trilhas. A cidade, elevada a 1.600 m de altitude, fica ao pé da montanha Matterhorn, em formato de pirâmide. Além das estações de esqui nas montanhas do entorno, o vilarejo é repleto de lojas, hotéis, restaurantes e atividades pós-esqui. Há pistas públicas ao ar livre para a prática de patinação no gelo e curling.

IMG 3085

 

Como chegar

 

Nessa parte, vamos falar mais detalhadamente como chegamos a Zermatt vindos de Milão, na Itália, mas falaremos também como chegar à cidade vindos da capital Suiça.

Bem, saindo de Milão a maneira mais fácil de chegar em Zermatt é por trem. Da estação central da cidade (Milano Centrale) existem linhas que cruzam a fronteira com a Suiça e levam para vários destinos no país. Para chegar a Zermatt você terá que comprar a passagem até a cidade suiça de Visp e fazer uma baldeação até Zermatt. Os 2 trajetos duram em torno de 3 horas e meia e, no caminho, prepare-se para ver lindas paisagens com lagos, florestas e percursos em vias estreitas entre as montanhas.

A partir da cidade de Visp a paisagem vai mudando, o trem passa por um vale com casinhas nas encostas e a arquitetura Suiça, aquelas paisagens que vemos nas fotos e vídeos do país vai se mostrando. O trecho Visp x Zermatt tem 31 km e dura em torno de 1h 20min em aclive constante.  A cidade fica a 1.600 m de altitude, encravada no final do vale na base de uma cadeia montanhosa que tem como pico culminante o Matterhorn, a montanha mais fotogênica da Europa, que também está estampada na caixa do chocolate toblerone.

00026492

Em Zermatt não podem circular meios de transporte convencionais. Circulam pela cidade pequenos carros e caminhões movidos a energia elétrica. Ao chegar na estação você pode pegar um desses pequenos carros que também são taxi para leva-lo a hospedagem. No nosso caso, nosso apartamento ficava a pouco mais de 500m da estação e fomos andando mesmo, aproveitando para andar pelas ruas do centrinho. Sua rua principal, Bahnhofstrasse, é repleta de lojas, hotéis e restaurantes.

IMG 2945

IMG 2929

 

Onde ficar

 

Zermatt tem hospedagem de todos os tipos e para todos os bolsos, desde hostels, casas e quartos para locação até hotéis 5 estrelas. Nós decidimos alugar um apartamento (Chalet Aeschhorn), com 1 quarto e todos as dependências para também poder cozinhar alguma coisa. Ele ficava bem perto da rua principal, em uma região residencial, próximo dos pontos turísticos e mercados.

IMG 2918

IMG 2925

IMG 2963

IMG 2959

00026512

 

Os supermercados suiços são verdadeiras delicatessens, muita coisa gostosa e diferente para experimentar. Não preciso nem falar dos chocolates né!

00026495

00026511

 

O que fazer em Zermatt

 

Ficamos ao todo 3 dias inteiros na cidade e deu para conhecer os principais pontos turísticos com calma, especialmente porque não fomos preparados para esquiar, só para conhecer as instalações das estações da região.

OBS: Se você quiser conhecer a cidade para esportes na neve, aconselhamos ficar mais tempo, uns 5 dias no mínimo, para poder se adaptar e conhecer as diversas pistas e não ser surpreendidos pelo mau tempo.

Zermatt tem muitos programas para fazer, esquiar, patinar, escalar, fazer trilhas, comer e beber, fotografar etc. Porém, algumas atividades só podem ser realizadas em determinados períodos. Fazer trilhas, por exemplo, só é possível nas estações mais quentes, pois as montanhas do entorno ficam cobertas de neve na maior parte dos dias.

Nos dias que ficamos na cidade nevou muito e não pudemos fazer muita coisa, mas separamos um deles para subir até uma das estações de esqui. Existem várias estações espalhadas pelas montanhas, umas mais altas outras mais baixas e teleféricos ligando todas elas, partindo da base na cidade.

É em Zermatt que está a estação de esqui mais alta da Europa, o Glacier Paradise, a 3.883 metros acima do nível do mar. O teleférico leva você até uma plataforma de visualização de 360º onde você pode ver 38 incríveis picos de quatro mil metros e 14 geleiras. Na estação do Glacier Paradise existem várias atrações, entrar em uma caverna com cristais de gelo brilhantes e descer por um escorregador de gelo. Lá em cima, há uma sala de cinema, boa culinária, excelentes pistas de esqui e um pouco mais abaixo, em Trockener Steg ou Schwarzsee , trilhas para caminhadas e ciclismo (mountain bike).

Nós demos azar porque no dia que deixamos para conhecer o Glacier Paradise ele estava fechado para manutenção dos cabos dos telefèricos. Então subimos até a estação mais alta aberta, a Trockener Steg, muito grande, bem em frente ao Matterhorn e das estações de esqui. Passamos o dia pelas rampas, observando os esquiadores e tirando muitas fotos. Não estávamos mesmo preparados para temperaturas de -15 graus, fomos os únicos a subir de calça jeans e luvas de material sintético, mas mesmo assim, nos divertimos muito.

 

Valores

 

O preço do teleférico varia de acordo com a estação que você vai ficar, além disso, você também paga por cada pista de esqui que vai entrar. Existem pacotes que incluem entradas liberadas em todas as estações e pistas, passeios, etc. Por exemplo, o valor do teleférico, no verão, para o Glacier Paradise custa 100 francos Suiços e para a estação Trockener Steg em torno de 40 francos. Ver mais preços aqui.

 

 DICAS DE HOTÉIS E APARTAMENTOS PARA HOSPEDAGEM EM ZERMATT

 

 

   

QUANDO FOR VIAJAR RESERVE POR AQUI!

Você sabia que quando você faz uma reserva com um link aqui no blog, nós ganhamos uma pequena comissão? Você não é cobrado a mais por isso e  ajuda o Comer Rezar Viajar a investir em suas redes sociais! 

 

  Passeios e ingressos: TourOn e Get Your Guide
   Chip Internacional: Easysim4you
  Hospedagem: Booking, AirBnB e Hoteis.com
  Seguro viagem: Real Seguro e Seguros Promo
   Passagens aéreas baratas: Passagens Promo
  Aluguel de carro: Rent Cars
  Dinheiro pro exterior: Transferwise

 

 

 

Deixe o seu comentário

Links Úteis

Termos e Condições

 

Redes Sociais

facebookinstagramyoutubepinterest

Facebook - Curta nossa página

Youtube - Inscreva-se

Top