O que fazer em Bruges: por entre os canais e castelos da cidade medieval mais charmosa da Bélgica

21 Outubro 2020
(0 votos)
Autor :   Saulo Farias

Bruges está entre as 5 cidades medievais mais bonitas e preservadas do mundo. Suas construções históricas entrecortadas por canais, formam cenários bucólicos, charmosos e românticos que impressionam e ficam guardados na memória dos seus visitantes. Vamos contar aqui nossas impressões nos 3 dias que passamos nessa linda cidade.

O QUE FAZER EM BRUGES? ONDE SE HOSPEDAR EM BRUGES? ROTEIRO DE 3 DIAS EM BRUGES, PONTOS TURÍSITCOS EM BRUGES

 

Como dito acima, Bruges é considerada umas das 5 cidades medievais mais bonitas e conservadas do mundo. E realmente, tudo que ouvimos falar da cidade foi verdade. Bruges foi a nossa 3ª cidade visitada na Bélgica, antes tínhamos conhecido a capital, Bruxelas e depois passeamos pela vizinha menos popular de Bruges, Ghent, em nossa Eurotrip no verão de 2018.

Nesse pulo que resolvemos dar em Bruges estava planejado também conhecer um mosteiro que fabrica uma das melhores cervejas do mundo, o Saint Sixtus, numa cidade chamada Poperinge, uns 80km de Bruges na divisa da Bélgica com a França. Aqui no blog tem um artigo só para essa empreitada.

Então, dos 4 dias só nos restariam 3 e vamos mostrar tudo o que conhecemos nesses maravilhosos dias na mais bela cidade da Bélgica.

 

Trajeto

Saímos de Bruxelas de trem pela manhã. O valor dos bilhetes custou em torno de 15 euros por pessoa, levando o trecho mais ou menos 1h e 30m. Da Estação Central de Bruxelas, saem trens direto para Bruges e de hora em hora (durante a semana). Para comprar o seu tíquete com antecedência e também conferir horários e preços, você pode acessar o site da companhia holandesa NS Hispeed ou o site da Thalys.

Quem está em Bruxelas, e coincidir de visitar Bruges no final de semana, o valor do trem cai pela metade, de 30 euros passa para 15 euros ida e volta (e pode ser usado todo o final de semana). E com esse mesmo ticket, é possível parar em Ghent, que fica no caminho entre Bruxelas e Bruges, outra cidade belga encantadora.

Iríamos ficar 4 dias ao todo na cidade  e, de tantas recomendações que recebemos e das muitas imagens lindas que vimos, a ansiedade estava a mil. 

 

Quando Ir a Bruges

Se você te disponibilidade para viajar em qualquer época do ano, aconselhamos ir na primavera, entre os meses de maio e junho. A temperatura nessa época já está mais amena, os campos floridos e a quantidade de turistas é bem menor. No verão (julho e agosto) a cidade fica lotada de turistas, os preços são bem mais altos, contudo, como ponto positivo, ocorrem diversos festivais culturais.

 

Hospedagem

Nos hospedamos no Bruges Hotel Central pequeno e aconchegante hotel localizado perto do Grote Markt (Grande Mercado) e bem perto também da estação central. Fomos a pé da estação até ele. Bruges é uma cidade pequena, cheia de ruelas e canais.

central

Créditos: Tripadvisor

A arquitetura medieval foi totalmente mantida e preservada, por onde quer que você ande passará por castelos, pontes e jardins exuberantes. Como a cidade é pequena, qualquer localização na área urbana é próxima dos pricipais pontos turísticos, fácil de chegar a pé sem necessidade de pegar meios de transporte.

IMG 5170  IMG 5091

 

Abaixo outras dicas de hoteis legais para você se hospedar:

 

Antique Holiday Home in Bruges

San Siro

Vintage Duplex in Bruges

B&B Heart Of Bruges

Sint Jacobs

Snuffel Hostel

Hostel Lybeer Bruges

 

PONTOS TURÍSTICOS MAIS IMPORTANTES

 

Como chegamos ainda pela manhã em Bruges, assim que fizemos check-in no hotel nos arrumamos e fomos procurar um lugar para almoçar e conhecer parte da cidade. Nesse 1o dia ficamos no entorno no Grote Markt passeando pelas ruelas e vendo o movimento, sentados em algum restaurante com mesinhas do lado de fora bebendo um drink.

O Grote Markt e o Campanário de Bruges

O Grote Markt é a principal praça da cidade. Uma ampla praça que abriga construções incríveis como o campanário de 83 metros de altura, o Provinciaal Hof, edifício neogótico que abriga a sede do governo.

IMG 5127

Do topo da torre do campanário, que começou a ser erguida em 1282 e só foi finalizada em 1482, tem-se uma das vistas mais bonitas da cidade. Subir na torre é uma das atividades obrigatórias, contudo é preciso encarar 366 degraus. A subida tem paradas em alguns andares para conhecer um pouco da história do monumento, que possui um carrilhão com 47 sinos. A subida custa €10 euros.

IMG 5162

Dica: Chegue cedo, especialmente no verão, para não enfrentar fila ou ter que esperar muito, já que não é permitida a entrada de um grande número de pessoas ao mesmo tempo.

Burg

Bem próximo ao Grote Markt encontra-se outra praça muito importante e que abriga um dos edifícios mais belos da cidade. A praça Burg é onde se encontra o prédio da prefeitura (Stadhuis), de onde a cidade de Bruges vem sendo governada há mais de 600 anos. O prédio é uma verdadeira obra-prima. No hall gótico, encontram-se murais do século XIX, já a fachada é composta por 48 nichos para estátuas; as originais, de autoria do artista Jan Van Eyck, foram destruídas por habitantes locais num ato de lealdade aos franceses, em 1790. A entrada no museu que fica dentro do Stadhuis custa €4 euros.

IMG 5129

No entorno da praça Burg existem diversas ruas com lojas que vendem souvenirs, pubs, restaurantes requintados e bares, onde você pode beber uma das milhares de cervejas belgas, comer doces e chocolates.

IMG 5093

Destacamos entre elas as cervejas Struise, bastante indicada para os que desejam provar alguns excelentes rótulos produzidos na região. Deem um pulo também no Ter Steeghere, um café aconchegante, que serve um cappuccino e um waffle feito na hora “divinos”.

IMG 5132

IMG 5189

Quanto aos chocolates, vale mencionar a marca Neuhaus, que é um chocolate muito tradicional belga, e um dos melhores, perdendo somente para o Godiva! E para quem quer levar chocolate mais elobarado para dar de presente, por um preço super acessível, minha dica é ir na Leonidas, e montar uma caixinha de chocolate com vários bombons, que você escolhe na hora. Custa em torno de € 6 euros e fica um presente lindo e delicioso!

 

No 2o dia fomos conhecer a outra parte da cidade que incluiria a Basílica do Sangue Sagrado, algumas lojas e construções históricas e, na parte da tarde, faríamos um passeio de barco pelos canais.

Basílica do Sangue Sagrado 

Também não se pode deixar de conhecer, ao passar pela praça Burg, um dos templos religiosos mais importantes de Bruges, a Basílica do Sangue Sagrado. Na verdade, são 2 igrejas distintas no local, uma no térreo (em estilo romanesco), e outra no primeiro andar (em estilo neogótico) e onde está exposta a relíquia do sangue sagrado. A entrada em ambas é gratuita, porém a entrada no tesouro, onde estão expostos vários trabalhos artísticos importantes, custa  €2,50 euros.

Passeio de barco pelos canais de Bruges

Uma das principais atrações de Bruges é passear de barco por entre os seus diversos canais. É indescritível as paisagens que vai presenciar nesses passeios. São casarões, castelos, restaurantes ornamentados com flores, cisnes brancos nadando ao seu lado, imagens que não saíram até hoje das nossas lembranças.

IMG 5223

IMG 5243

IMG 5242

Os passeios de barco pelos canais de Bruges duram em torno de 1 hora, mas é o suficiente para que o passageiro tenha uma boa ideia da história local e, claro, consiga tirar fotografias maravilhosas da cidade, que é conhecida como a Veneza do norte.

O tíquete custa €8 euros (adultos), €4 euros (crianças de 4 a 11 anos) e só pode ser pago em dinheiro vivo. Os passeios ocorrem o ano todo, entretanto estão sujeitos ao cancelamento devido ao mau tempo. O embarque acontece próximo à igreja de Nossa Senhora (Onze-Lieve-Vrouwekerk), na esquina da Nieuwstraat e Dijver.

Ponte de São Bonifácio

A ponte de São Bonifácio oferece uma bela visão da parte antiga de Bruges e é uma das partes mais românticas da cidade. A pequena ponte foi construída em 1910, mas tem um estilo arquitetônico que parece ser bem mais antigo; inclusive, o local costuma atrair uma quantidade enorme de turistas e a dica para evitar a fila que se forma para atravessar a ponte é ir até lá de manhã cedo ou tarde da noite.

IMG 5071

 

 

No 3o dia fomos conhecer mais locais turísticos e nos perdemos por entre as ruelas da cidade. Conhecemos o Groenerei canal e Minnewater e fizemos outro passeio de barco. No final da tarde ficamos no entorno da grande praça onde aconteceria um festival de verão com muitas bandas e comidas e bebidas.

Groenerei canal e Minnewater (Lago dos Amantes)

Na minha opinião, e de várias pessoas que amam a cidade, essas são uma das regiões mais belas para passar um tempo e também para serem fotografadas. O canal, calmo tanto de dia quanto de noite, é cercado por árvores e construções medievais belíssimas. Parece até uma pintura! Já o lago, emoldurado por uma natureza exuberante, está sempre cheio de cisnes, ambos perfeitos para os que também curtem fotografar.

IMG 5252

IMG 5231

 

Festivais de verão

Como fomos no verão, no auge da ocupação da cidade por turistas, a prefeitura de Bruges costuma promover eventos na praça principal. No sábado, um grande palco foi montado e diversas bandas tocaram até a noite cair. Além de boa música, muitas bancas vendendo comidas e bebidas. Nessa hora, mais uma vez, nos esbaldamos com as deliciosas cervejas belgas.

IMG 5155

IMG 5140

IMG 5154

Além desse pontos turísticos mais famosos, existem outras dezenas de praças, canais, prédios, restaurantes e parques para você conhecer, fazer um pique-nique e ver o vai e vem das pessoas. 

 

Gostou das nossas sugestões? Sigam-nos nas nossas demais redes sociais e esteja por dentro das novidades!

Instagram: @comerrezarviajar

Canal do Youtube: comerrezarviajar

Facebook: Comer Rezar Viajar

Deixe o seu comentário

Links Úteis

Termos e Condições

 

Redes Sociais

facebookinstagramyoutubepinterest

Facebook - Curta nossa página

Youtube - Inscreva-se

Top